Publicado em 08/08/2018 às 17h40.

Defesa de Lula retira Dilma do rol de testemunhas no caso do sítio de Atibaia

A defesa de Lula informou a Moro que não foi possível conciliar a data das audiências com os compromissos assumidos por Dilma

Redação
Foto: Cristiano Mariz
Foto: Cristiano Mariz

 

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) informou na quarta-feira (8) ao juiz federal Sérgio Moro que retirou a ex-presidente Dilma Rousseff da lista de testemunhas no processo que apura a propriedade de um sítio em Atibaia (SP).

O depoimento da atual pré-candidata ao Senado em Minas Gerais (MG) estava previsto para quinta-feira (9) e já havia sido remarcado duas vezes por Moro.

A defesa de Lula informou a Moro que não foi possível conciliar a data das audiências com os compromissos assumidos por Dilma. No início da semana, Lula também desistiu do depoimento de Fernando Haddad no processo.

Entre os argumentos usados pela defesa, estava o fato de que o ex-prefeito de São Paulo é advogado do ex-presidente em outros processos.