Publicado em 17/10/2017 às 21h00.

Feira de Santana tem que ofertar consultas de neurocirurgia

Decisão atende a um pedido formulado pelo Ministério Público do Estado, em função de uma elevada demanda de pedidos

Redação

A Justiça concedeu um prazo de 10 dias à Prefeitura de Feira de Santana, no centro-norte baiano, para que sejam adotadas as providências necessárias para ofertar consultas com médicos especialistas em neurocirurgia aos cidadãos.

A decisão atende a um pedido formulado pelo Ministério Público do Estado (MP-BA), por meio do promotor de Justiça Audo da Silva Rodrigues.

O jurista afirmou ser “extremamente alto” o número de demandas abertas no MP que pediam a realização de consultas para atendimento de neurocirurgia e suas subespecialidades, devido à “negativa do Município de Feira de Santana em regular pacientes para tais consultas”.