Publicado em 31/01/2017 às 13h20.

Promotora baiana é punida por não se declarar impedida em investigação

Stella Athanazio de Oliveira Santos recebeu pena de censura do Conselho Nacional do Ministério Público

Redação
Foto: Divulgação/Ascom
Foto: Divulgação/Ascom

 

Uma promotora do MP da Bahia foi punida, nesta segunda-feira (30), pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) por não se declarar impedida em investigação. De acordo com o site Jota, por maioria, Stella Athanazio de Oliveira Santos recebeu pena de censura.

Ainda segundo a publicação, a pena de censura à promotora foi aplicada, conforme o relator do processo, conselheiro Fábio Stica, em consequência da ausência de declaração de suspeição e/ou impedimento em um inquérito civil, de 2012, que investigava o posto de gasolina de propriedade de seu pai e de seu marido.

O CNMP é um órgão externo incumbido de controlar e fiscalizar a atuação administrativa e financeira dos órgãos integrantes do Ministério Público nacional.