Publicado em 11/04/2018 às 15h40.

Raquel Dodge diz que defesa de Geddel acredita no ‘sobrenatural’

PGR quer que MPF identifique a origem ilícita dos R$ 51 milhões

Redação
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, sugeriu que o Ministério Público Federal identifique a origem ilícita da cada centavo dos R$ 51 milhões apreendidos em um bunker do ex-ministro no bairro do Garcia, em Salvador.

“Pretensão da defesa de que acusação identificasse cada centavo dos 51 milhões de reais reunidos de 2010 a 2017, atribuindo-lhes cartesianamente um correspectivo evento criminoso, revela crença no sobrenatural e cobrança do impossível à sociedade”, diz a PGR.

Raquel Dodge fez uma réplica aos argumentos de Geddel, do irmão e deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) e demais investigados no inquérito aberto após a descoberta do bunker. A informação é da coluna Expresso, da revista Época.