Publicado em 21/03/2019 às 08h49.

Salvador terá Conselho de Direitos Humanos

Edital para eleição do Conselho foi lançado em reunião na OAB-BA

Redação
Foto: Angelino de Jesus/OAB-BA
Foto: Angelino de Jesus/OAB-BA

 

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Bahia, a Associação Baiana de Imprensa (ABI) e a Câmara Municipal de Salvador (CMS) terão assentos permanentes no Conselho Municipal dos Direitos Humanos em Salvador (CMDH), que teve o edital para eleição lançado nesta nesta quarta (20) na sede da OAB-BA. O Conselho é vinculado à Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), coordenada por Léo Prates. O CMDH é um órgão deliberativo da política municipal de Direitos Humanos de Salvador, formado por 16 membros, sendo oito do Poder Executivo e oito da Sociedade Civil.

O presidente da OAB-BA, Fabrício Castro, destacou que a Ordem vem ao longo da sua história desempenhando um papel fundamental na defesa dos Direitos Humanos. “Em todos os assuntos que envolvam a política de Direitos Humanos, a OAB estará ao lado de quem realizar essa luta. Essa é uma bandeira nossa histórica e estamos muito felizes de sermos hoje o porto deste Conselho”, disse.

O edital de lançamento da eleição estará publicado na edição de hoje (21) do Diário Oficial do Município. Na sexta (22), será publicada a portaria da Comissão Eleitoral, que terá a responsabilidade de acompanhar todas as questões que envolvam a eleição. O presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-BA e conselheiro seccional, Jerônimo Mesquita, é um dos integrantes da Comissão.

 

PUBLICIDADE