Publicado em 09/11/2018 às 11h05.

Semana de Conciliação já tem mais de R$ 23 milhões em acordos no TRT5

Iniciativa do CNJ envolve Tribunais de Justiça, Tribunais do Trabalho e Tribunais Federais

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Os primeiros dias da XIII Semana Nacional da Conciliação no Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT5-BA) tiveram saldo positivo. Foram realizados 570 acordos, cuja movimentação rendeu mais de R$ 23 milhões (R$ 23.217.017,47) em pagamentos. Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Pesquisa e incluem as audiências realizadas nas 88 varas da capital e do interior e nos centros de conciliação da Justiça do Trabalho das 1ª e 2ª Instância (Cejusc1 e Cejusc2/JC2), sendo atendidas 2.721 pessoas.

O mutirão visa promover o diálogo entre patrões e empregados, solucionando os litígios de forma rápida e racionalizando o volume atual de processos da Justiça no país. Em 2018, o slogan usado é “Conciliar: a decisão é nossa”. A campanha em prol da conciliação, realizada anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desde 2006, envolve os Tribunais de Justiça, Tribunais do Trabalho e Tribunais Federais de todo o país

Outros Tribunais

Já na esfera cível, foi registrado um total de 1.518 audiências de conciliação, número que corresponde a ações pré-processuais. Destas, 343 acordos foram fechados. Na área crime, também pré-processual, o total de audiências realizadas foi de 166, das quais 123 acabaram em acordo. Em relação às processuais criminais, foram 61 audiências, sendo 43 acordos.

Apenas a 2ª Vara Cível da Comarca de Alagoinhas, localizada a 124 quilômetros da capital baiana, marcou 401 audiências de conciliação em processos de execução fiscal durante a Semana Nacional de Conciliação. A média da unidade está sendo 95 audiências por dia, segundo dados divulgados pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec).