Publicado em 08/01/2019 às 07h15.

Toffoli analisa nesta semana recurso pró-voto secreto em eleição no Senado

Segundo coluna, desfecho do caso é visto como determinante para o resultado da eleição

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, pretende analisar na quinta-feira (10) o recurso que pede a retomada do voto secreto na eleição que vai escolher o presidente do Senado. O Solidariedade foi à corte contra a decisão do ministro Marco Aurélio Mello que impôs o sufrágio aberto à Casa.

De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o desfecho desse caso é visto como determinante para o resultado da eleição. O sigilo do voto seria um componente a mais a favor de Renan Calheiros (MDB-AL), hoje tido como favorito.

O recurso apresentado ao Supremo lembra que o próprio Marco Aurélio reconheceu em outras ocasiões que a votação secreta é constitucional. O mecanismo está garantido no regimento do Congresso.