Publicado em 16/03/2018 às 18h30.

Carga avaliada em R$ 1,2 bilhão cai em gelo da Sibéria

Autoridades isolaram a área, mas afirmam que toda carga foi recuperada; moradores duvidam da informação e seguem na busca pelo 'tesouro'

Redação
Reprodução: Siberian Times
Reprodução: Siberian Times

 

Moradores da Sibéria entraram em uma verdadeira caça ao tesouro após uma carga preciosa cair de um avião que sobrevoava a região.

Segundo a polícia local, a carga, avaliada em R$ 1,2 bilhão pertence a empresa canadense Kinross Gold e continha 172 barras, entre ouro, prata e platina, além de diamantes. O peso das barras foi o responsável por fazer com que todo ‘tesouro’ caísse da aeronave logo após a decolagem, nas proximidades do aeroporto de Yakutsk.

As autoridades isolaram a área e afirmam que toda carga foi recuperada. Para os moradores, a história não passa de uma lorota, eles acham que a informação foi passada para afugentar quem quer sair em busca das barras. Acredita-se que apenas 3,5 toneladas foram recuperadas e que outras 9 estariam perdidas na neve.

De acordo com a polícia, que tenta isolar a área, toda a carga já foi recuperada. Mas, para muitos, a informação foi passada apenas para afugentar os caçadores, a presença dos policiais na área seria uma prova disso. “Eles nos enganaram dizendo que todo o ouro foi achado. Eles só querem evitar que a gente pegue o ouro. Vou procurar à noite, quando os policiais dormirem”, disse um morador local identificado apenas como Nikolay.

Acredita-se que apenas 3,5 toneladas foram recuperadas e que outras 9 estariam ainda perdidas na neve. O jornal ‘Moskovsky’ publicou a imagem de um policial encontrando uma barra de ouro de R$ 1,6 milhão, o que reascende a esperança dos moradores de virarem ricos da noite para o dia.