Publicado em 11/01/2018 às 16h30.

EUA: americanos devem ‘aumentar cuidado’ em viagens ao Brasil

Na mesma categoria estão Colômbia, Congo, Etiópia, Egito e Arábia Saudita, entre outros

Redação
Foto: Reprodução/Fotos Públicas
Foto: Reprodução/Fotos Públicas

 

O Departamento de Estado dos EUA divulgou, nesta quarta-feira (10), novo sistema de alerta para americanos viajando pelo mundo. No documento, que possui quatro níveis de atenção diferentes, o Brasil foi classificado no nível 2, de acordo com o qual o viajante deve “aumentar o cuidado”, uma vez que o país tem “áreas com maior risco de segurança”.

“Crimes violentos, como assassinatos, assaltos a mão armada e roubo de carros são comuns em áreas urbanas, dia e noite. Atividade de gangues e crime organizado são generalizados”, diz a página do Departamento de Estado americano sobre o Brasil.

As recomendações dadas a cidadãos americanos é não viajar para nenhuma área a 150 quilômetros de distância das fronteiras do Brasil com a Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Guiana, Suriname, Guiana Francesa e Paraguai. A justificativa é a incidência de crimes nesses locais.

Na mesma categoria estão Colômbia, Congo, Etiópia, Egito e Arábia Saudita, entre outros.

PUBLICIDADE