Publicado em 12/11/2017 às 18h30.

Ex-chefe da CIA diz que ‘Trump deveria se envergonhar’

"Considerando a fonte da crítica, considero-a como uma medalha de honra", disse John Brennan, ex-chefe da CIA

Redação
Foto: Divulgação/ Casa Branca
Foto: Divulgação/ Casa Branca

 

Ex-chefes de agências de inteligência dos EUA disseram neste domingo (12), que o presidente Donald Trump “deveria se envergonhar” depois de chamá-los de “hackers políticos” por terem concluído que houve interferência da Rússia nas eleições de 2016.

“Considerando a fonte da crítica, considero-a como uma medalha de honra”, disse John Brennan, ex-chefe da CIA, em um programa da “CNN” em que ele apareceu com o ex-diretor de inteligência James Clapper.

Trump, que está nas Filipinas em uma viagem de 12 dias na Ásia, atacou Brennan, Clapper e o ex-diretor do FBI James Comey  ao chamá-los de “hackers políticos” após críticas severas ao dizer que o presidente Vladimir Putin foi sincero ao afirmar que a Rússia não interferiu nas eleições dos EUA.