Publicado em 08/06/2018 às 23h00.

Hackers chineses invadem sistema e roubam projetos da Marinha dos EUA

Cerca de 614GB de um programa chamado 'Sea Dragon' (Dragão do Mar) estão entre os projetos roubados

Agência Sputnik Brasil
Imagem: Sputnik Brasil
Imagem: Sputnik Brasil

 

Hackers do governo chinês violaram as redes de computadores de uma empresa de defesa dos EUA que possuía informações altamente confidenciais sobre submarinos de guerra dos Estados Unidos.

Autoridades ainda não divulgaram quais sistemas foram violados, informa o Washington Post, embora “planos secretos para desenvolver um míssil  supersônico para uso em submarinos dos EUA até 2020” tenha certamente sido extraído durante o ataque, ocorrido entre janeiro e fevereiro deste ano.

Cerca de 614GB de um programa chamado “Sea Dragon” (Dragão do Mar) também foram roubados, acrescenta o relatório.

“O Washington Post concordou em reter certos detalhes sobre o projeto comprometidos a pedido da Marinha, que argumentou que sua divulgação poderia prejudicar a segurança nacional”, disse o jornal.

Embora não se saiba o que o programa Sea Dragon envolve, a Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA) completou o desenvolvimento de uma embarcação de superfície autônoma, não-tripulada e anti-submarina com um nome muito semelhante na mesma época em que supostamente ocorreu o ataque, o “Sea Hunter” (Caçador Marinho).

“Há medidas em vigor que exigem que as empresas notifiquem o governo quando ocorrer um ‘incidente cibernético’ que tenha efeitos adversos reais ou potenciais em suas redes que contenham informações confidenciais controladas”, disse um porta-voz da Marinha dos EUA antes de se recusar a detalhar as denúncias.