Publicado em 07/12/2018 às 14h00.

Ex-prefeita é acusada de improbidade administrativa

Segundo Ministério Público, ex-gestora contratou servidores sem prévio concurso público, entre outras irregularidades

Redação
Foto: São Raimundo.com
Foto: São Raimundo.com

 

A ex-prefeita de Campo Alegre de Lourdes Delaneide Borges Dias foi acusada pelo Ministério Público estadual (MP-BA) de improbidade administrativa por uma série de irregularidades cometidas por ela durante o exercício financeiro de 2016.

Em ação civil pública ajuizada na última quarta-feira (5), o promotor de Justiça Alex Bezerra Bacelar pede à Justiça a suspensão dos direitos políticos de Delaneide Dias, entre outras penalidades previstas em lei.

Segundo a ação, a ex-gestora contratou servidores sem prévio concurso público, não utilizou o mínimo exigido dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), não foi transparente em relação a atos e gastos públicos e não forneceu ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) documentos como folhas de pagamentos de servidores, licitações, contratos, notas fiscais eletrônicas, planilhas com detalhamentos das quilometragens e quantidade de combustível utilizados por veículo, entre outras informações.

As irregularidades foram apontadas em parecer do TCM, que rejeitou em abril deste ano as contas de 2016 da ex-prefeita.