Publicado em 12/06/2019 às 08h56.

Geilson afirma que pontuação em pesquisa é ‘excelente’, mas não crava candidatura

"Nossa rejeição é muito baixa. Estamos tecnicamente empatados com Colbert Martins", avaliou

Matheus Morais
Foto: arquivo pessoal/Facebook
Foto: arquivo pessoal/Facebook

 

O ouvidor-geral do Estado e ex-deputado estadual, Carlos Geilson (sem partido), classificou como “excelente” sua pontuação de 10,3% em pesquisa de intenção de voto para a Prefeitura de Feira de Santana, divulgada na terça-feira (11).

Ele aparece em quarto lugar, atrás do deputado federal Zé Neto (PT), que lidera o levantamento; do atual prefeito da cidade, Colbert Martins (MDB); e do deputado estadual Targino Machado (DEM).

“Contudo, ainda é muito cedo para fazer conjecturas para 2020 em cima do resultado da pesquisa. Mas ela já mostra um norte, um rumo dos candidatos que têm musculatura para 2020. Nossa rejeição é muito baixa e estamos tecnicamente empatados com Colbert, já que há uma margem de erro de três pontos”, analisou Geilson, em conversa com o bahia.ba.

Ele reafirmou que ainda não pode cravar que será candidato, já que a empreitada depende da “vontade de seu grupo político”.

Sobre a liderança de Zé Neto na sondagem, ele diz ter sido “um resultado normal do PT”. “Em qualquer pesquisa ele vai aparecer bem, pontuando bem. Mas, ainda é muito cedo para falar que esse é o teto do deputado”, avaliou.

PUBLICIDADE