Publicado em 09/03/2018 às 12h30.

Grupo armado destrói edifício em ataque a agência do BB; vídeo

Na Bahia, de acordo com dados do sindicato dos bancários, esta foi a 16ª ocorrência do gênero em 2018

Luís Filipe Veloso
Foto: Divulgação/ Sindicato dos Bancários
Foto: Divulgação/ Sindicato dos Bancários

 

Uma unidade do Banco do Brasil, localizada na cidade de Cardeal da Silva, no nordeste baiano, foi alvo de uma explosão na madrugada desta sexta-feira (9).

Segundo moradores, a ação durou apenas 15 minutos, mas causou pânico e a destruição parcial do edifício onde funciona a unidade bancária. O impacto dos explosivos derrubou o teto, danificou paredes e inutilizou móveis e equipamentos.

Para despistar a polícia, os criminosos atearam fogo em um veículo na BA-506, no sentido da cidade vizinha de Entre Rios. Ainda não há informações sobre a quantia levada pelos homens e nem a respeito do paradeiro deles.

Foto: Divulgação/ Sindicato dos Bancários
Foto: Divulgação/ Sindicato dos Bancários

 

Em menos de uma semana, este é o terceiro ataque envolvendo o transporte e a guarda de valores na Bahia. Na terça-feira (6) um vigilante foi morto e cinco pessoas ficaram feridas em uma tentativa de roubo da filial da empresa Prosegur, em Eunápolis, no Sul baiano. A explosão interditou parcialmente uma rua e danificou outros três imóveis. Já em Juazeiro, no Norte, um carro-forte da empresa Preserve foi interceptado e explodido nesta quinta (8).

Em contato com o bahia.ba, o presidente do sindicato dos Bancários do estado, Augusto Vasconcelos, defendeu que “há uma necessidade de maior convergência de esforços entre bancos e poder público”.

“Estivemos com o governador do Estado, Secretário de Segurança Pública e Fenaban [Federação Nacional dos Bancos] apresentando ideias para coibir esse tipo de modalidade criminosa. As ocorrências prejudicam toda sociedade e vamos continuar pressionando”, destaca o sindicalista.

Para ele, o lucro de mais de R$ 60 bilhões do sistema bancário, apenas no ano passado, está na contramão dos investimentos em segurança. Segundo balanço divulgado pela categoria, o ataque à unidade de Cardeal da Silva é a 16ª ocorrência do gênero apenas em 2018.

Mais notícias