Publicado em 14/09/2018 às 09h15.

Justiça determina restabelecimento de serviço no Hospital Clériston Andrade

Juiz determinou intimação do governo estadual para que, em 48 horas, demonstre o cumprimento da liminar que para retorno dos exames de histeroscopia

Redação
Foto: Adenilson Nunes/ GOVBA
Foto: Adenilson Nunes/ GOVBA

 

O juiz Gustavo Hungria, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Feira de Santana, determinou a intimação do governo estadual para que, em 48 horas, demonstre o cumprimento da liminar que determinou o retorno do serviço de histeroscopia no Hospital Geral Clériston Andrade. A informação foi divulgada pelo Ministério Público Estadual (MP-BA) na quinta-feira (14).

Desde o mês de abril, conforme o promotor de Justiça, o Estado descumpre a liminar que o obrigou a retomar a execução dos exames, que são feitos para observar a cavidade do útero, a fim de diagnosticar e tratar doenças.

O governo chegou a recorrer, mas o Tribunal de Justiça negou o pedido. Por isso, o promotor Audo Rodrigues ingressou esta semana com pedido de execução da liminar, a fim de restabelecer o serviço para atendimento das usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) dos 127 cidades da área de abrangência do Hospital Geral.