Publicado em 23/11/2017 às 21h20.

MP pede bloqueio de R$ 3 milhões de ex-prefeito

Helder Almeida, hoje secretário do município, é investigado por irregularidade em obra durante mandato em 2004

Redação

helder-almeida

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) pediu à Justiça, pelo bloqueio de R$ 3 milhões do ex-prefeito e atual secretário de governo da cidade de Camaçari, Helder Almeida.

Segundo informação do MP, o dinheiro seria para o ressarcimento de dinheiro público usado, sem autorização, em uma obra realizada no município durante a gestão dele em 2004.

“Ele fez um contrato de R$ 3 milhões para serviços gerais de arruamento, asfalto, manutenção e construção de meio-fio, mas passou do valor e continuou pagando. Foi a quase R$ 8 milhões. Ele fez pagamentos indevidos. Foi ilegal”, contou o promotor Everardo Yunes,  titular da 7ª Promotoria de Justiça de Camaçari ao G1.

Como ainda há a pendência de reajuste com base no período em que a irregularidade ocorreu, o montante bloqueado por chegar até R$ 8 milhões.

PUBLICIDADE