Publicado em 11/01/2019 às 17h43.

‘A gente vai tentar construir uma posição’, diz Cacá Leão sobre 2020

"Não quero ser candidato. Eu quero entrar para disputar eleição e se possível... (ganhar)", afirmou deputado federal

Juliana Almirante / Matheus Morais
Foto: Romulo Faro / bahia.ba
Foto: Romulo Faro / bahia.ba

 

O deputado federal Cacá Leão (PP) ainda evita assumir um possível candidatura à prefeitura de Salvador nas próximas eleições municipais, mas acredita que o caminho deverá ser construído.

“A candidatura que nasce do desejo pessoal e ficar só nisso é fadada ao fracasso. Claro que o desejo pessoal é o pontapé inicial, agora a gente vai tentar construir uma posição. Não quero ser candidato. Eu quero entrar para disputar eleição e se possível… (ganhar). Concordo com o governador que a gente tem muito tempo e é um passo de cada vez”, disse o parlamentar, que é filho do vice-governador do Estado João Leão, ao bahia.ba.

Ele disse ainda que o governador Rui Costa ainda não deu “sinal” sobre o desejo de crescimento do partido na administração, diante da futura reforma de secretariado que está para ser anunciada até o final do mês. A legenda já perdeu espaço com a extinção da Sudic e da privatização da Bahia Pesca.

” A gente entende dificuldades do governador e é um ano que precisa enxugar a máquina. A gente quer contribuir. O PP é um partido em que a música que tocar a gente dança. Só não é o que todo mundo quer”, pontuou.

Ele lembrou que o próprio João Leão já disse não deseja ser secretário e quer ficar na vice-governadoria, mas pondera que depende da secretaria. O partido, segundo Cacá, tem interesse em uma pasta que, ao menos, ofereça a condição de os deputados fazerem a discussão das demandas de seus interesses.

Mais notícias