Publicado em 15/05/2019 às 16h13.

ACM Neto espera que DEM faça até nove vereadores em 2020

Políticos do partido têm expectativas mais modestas em relação às eleições de 2020

Breno Cunha
Foto: Valter Pontes/Secom/Prefeitura de Salvador
Foto: Valter Pontes/Secom/Prefeitura de Salvador

 

Embora não gostem de assumir, os políticos já começam a fazer contas sobre as eleições municipais de 2020. O prefeito ACM Neto, então, é um dos que mais se movimenta a fim de manter o tamanho do seu grupo na Câmara Municipal.

Uma das principais discussões é sobre quem o DEM acolherá. O bahia.ba apurou que a expectativa de Neto é que o partido do qual é presidente nacional faça oito vereadores. Na melhor das hipóteses, nove.

Por conta disso, vereadores com mandato, suplentes e outros nomes interessados abriram os olhos para a possibilidade de mudança para a legenda do prefeito. Kiki Bispo está próximo, mas só baterá o martelo em 2020, quando abre a janela. Geraldo Jr., Marcelle Morais e Paulo Magalhães Jr. também foram ventilados no partido.

Políticos atualmente filiados à legenda dizem reservadamente que a expectativa de Neto não é 100% realista. “Devemos fazer 6 ou 7 vereadores”, disse um à reportagem. Outro crava o número 7 como uma possibilidade real.

Um terceiro alertou, no entanto, que pode haver uma debandada caso haja migração em massa para o DEM. “Quem tem menos voto vai sair, e todos serão prejudicados. Se começar a inchar, eu saio”, opinou ao bahia.ba um vereador.

Na semana passada, Neto sinalizou que terá cuidado ao distribuir candidatos entre os partidos de sua base aliada: “Não vou simplesmente pegar toda a Câmara de Vereadores e colocar em um partido só, que é o Democrata”.

Em 2016, quando coligou com PRB e PMB, de Ana Rita Tavares, o DEM fez a maior bancada na Câmara, com 6 vereadores eleitos. Os bons resultados aconteceram no auge da popularidade de Neto, reeleito com 74% dos votos. A questão é se Bruno Reis terá o mesmo fôlego para puxar ainda mais gente.

Temas: ACM Neto , bruno reis