Publicado em 26/05/2019 às 19h00.

Alba debate preço abusivo de passagens e quer propor sugestões ao Congresso

Sessão especial foi convocada pelo presidente da Casa, Nelson Leal

Redação
Foto: Juliana Andrade/ AL-BA
Foto: Juliana Andrade/ AL-BA

 

A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba)realiza nesta segunda-feira (27), a partir das 9h30, uma sessão especial para debater o preço das passagens aéreas e de outros serviços do setor.

Convocada pelo presidente Nélson Leal, a sessão busca sugestões para oferecer ao Congresso Nacional e aos órgãos públicos encarregados de regular o setor aéreo sugestões em defesa do consumidor.

Para o deputado Nélson Leal, o debate desta segunda ocorre num momento chave, pois coincide com a proibição dos vôos da Avianca, empresa pivô da crise atual, além de coincidir ainda com a decisão do Senado Federal de vetar a cobrança pelas bagagens despachadas pelas companhias nacionais, “num bem vindo retorno à norma antiga, pois quando se instituiu esta cobrança, as companhias aéreas acenaram com redução dos preços, o que não ocorreu e agora pretendem cobrar também pelas bagagens de mão que excederem os exíguos limites fixados – e só se saberá quanto na hora do embarque – ”, frisou.

A lacuna aberta pelo cancelamento dos vôos da Avianca foi coberta pelas demais companhias, explicam as autoridades e empresas, mas o presidente da Alba considera que só a ganância – sem freio ou qualquer contrapeso – colocaria as passagens no nível atual.

Ele assegura que “é mais barato viajar para Europa e Estados Unidos do que ir para Brasília, São Paulo, ou mesmo, a Ilhéus”, frisou. A indignação do presidente do Legislativo é comum ao conjunto dos parlamentares que considera o avanço nessas tarifas muito superior ao impacto da “lei da oferta e procura” como ele frisa.

PUBLICIDADE