Publicado em 11/01/2019 às 07h30.

‘Amigo particular’ de Bolsonaro é indicado para cargo na Petrobras

Presidente participou de propaganda política de capitão curitibano em 2016

Redação
 Reprodução / Facebook
Reprodução / Facebook

 

Apontado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) como “amigo particular” em uma de suas campanhas políticas, Carlos Victor Guerra Nagem foi indicado pela direção da Petrobras para a gerência executiva de Inteligência e Segurança Corporativa da estatal.

A empresa defende a indicação dizendo que Nagem é empregado da companhia há cerca de 11 anos e tem o currículo adequado para a vaga. Atualmente lotado em Curitiba, o novo gerente nunca havia ocupado cargo comissionado na estatal.

A informação foi revelada pelo site O Antagonista e confirmada pelo jornal Folha de S. Paulo. Gerências executivas, cargo para o qual Nagem foi indicado, formam o segundo escalão na hierarquia da Petrobras, abaixo apenas da diretoria, com salário em torno de R$ 50 mil —a estatal não divulga os vencimentos de seus empregados.

De acordo com o jornal paulista, Bolsonaro também defendeu a indicação, postando imagem de nota da Petrobras com o currículo de Nagem em uma rede social. “A era do indicado sem capacitação técnica acabou, mesmo que muitos não gostem. Estamos no caminho certo!”, escreveu o presidente.

Nagem já se candidatou a cargos públicos pelo PSC duas vezes sob a alcunha Capitão Victor, em referência a seu histórico na Escola Naval, mas não conseguiu votos suficientes para se eleger em nenhuma das duas ocasiões.

PUBLICIDADE