Publicado em 21/03/2019 às 22h20.

Após ação no STF, Bolsonaro decide apagar postagem sobre ‘golden shower’

Advogados que representam as pessoas que aparecem no polêmico vídeo entraram com um mandado de segurança contra o presidente na Suprema Corte

Redação
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

 

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter sido acionado, o presidente Jair Bolsonaro decidiu apagar duas polêmicas publicações suas feitas através de seu perfil oficial no Twitter durante o Carnaval.

Em uma delas, o presidente expõe um vídeo em que um homem urina na cabeça de outro. Na segunda, Bolsonaro questionava: “O que é golden shower?”.

O STF foi acionado pelos advogados das pessoas que aparecem no vídeo, que entraram com um mandado de segurança. A ação no STF corre em segredo de Justiça e foi protocolada na última quarta-feira (19), pelos advogados Flavio Bizzo Grossi e Cynthia de Miranda Almeida Rosa Galib, que representam P.C.B.O, cujo nome não aparece no processo.

O impetrado é o presidente da República, representado pela Advocacia-Geral da União (AGU). Um dia depois de chegar à Suprema Corte, o processo foi distribuído e a relatoria ficou a cargo do ministro Marco Aurélio.

Em nota, a dupla de advogados disse ter tomado conhecimento da “exclusão aparentemente voluntária”, mas que “ainda há questões jurídicas a serem enfrentadas pelo Supremo Tribunal Federal”.

“Contudo, é preciso destacar que a atitude do presidente é uma grande vitória para os artistas, para a democracia e para o pleno respeito e fruição dos direitos fundamentais”, ressalta a nota.

PUBLICIDADE