Publicado em 07/04/2017 às 15h40.

Após fuga em presídio, secretário Nestor Duarte deixa o país

Há especulações de demissão de titular da Seap; oficialmente, ele tinha viagem ao exterior marcada com a família em abril, em função dos 60 anos completados em novembro

Evilasio Junior
Foto: Camila Souza/ GOVBA
Foto: Camila Souza/ GOVBA

 

Logo após a troca pública de farpas com Rui Costa (PT), em função da fuga de 25 presos de alta periculosidade da Unidade Especial Disciplinar, em Salvador, o secretário estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) foi autorizado pelo governador a deixar o país. Ao bahia.ba, o titular da Seap considerou a evasão como “normal” porque o complexo prisional não seria “um convento”, e foi rebatido pelo chefe do Executivo, que no dia seguinte exonerou quatro funcionários da pasta, inclusive dois diretores.

Chamou a atenção nos bastidores o fato de a Portaria nº 307, que instituiu uma comissão de sindicância interna para apurar o fato, nesta quinta-feira (6), ter sido assinada pelo subsecretário Carlos Eduardo Sodré, identificado no ato como “secretário em exercício” (veja aqui). A especulação é de que Duarte também teria sido demitido.

O argumento oficial, no entanto, é de que o titular da Seap já teria uma viagem marcada ao exterior com a mulher, Verônica Viana Coelho Duarte Guimarães, os filhos, Juliana Coelho Duarte Porciúncula e Marcelo Duarte Neto, e sua neta Júlia. A celebração em família estaria marcada há cerca de um ano, a propósito do aniversário de 60 anos de Nestor. O destino não foi informado.

Estranho é que tanto no perfil oficial do secretário na página do governo quanto no seu registro de ex-deputado no site da Assembleia Legislativa, a informação é que a data de nascimento de Nestor Duarte é 14 de novembro de 1956.

Até o momento, apenas um detento foi recapturado pela polícia.

Mais notícias