Publicado em 11/01/2019 às 14h17.

Após nomear amigo, Bolsonaro apaga tuíte que dizia que ‘era do indicado acabou’

"Peço desculpas à grande parte da imprensa por não estar indicando inimigos para postos em meu governo", publicou o presidente em nova postagem

Redação
Foto: Alan Santos/PR
Foto: Alan Santos/PR

 

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) apagou a publicação no Twitter em que dizia que a “era do indicado acabou”, ao anunciar o currículo de Victor Nagem para a gerência executiva de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras.

“A era do indicado sem capacitação técnica acabou, mesmo que muitos não gostem. Estamos no caminho certo!”, dizia a postagem, às 23h16 de quinta-feira (10). Em 2016, o presidente havia se referido ao escolhido como “amigo particular”, ao pedir votos para Nagem, então candidato a vereador em Curitiba.

 

Foto: Reprodução/ Twitter
Foto: Reprodução/ Twitter

 

Após apagar a mensagem, outra publicação foi feita às 23h59 com novo texto: “A seguir o currículo do novo Gerente Executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras, mesmo que muitos não gostem, estamos no caminho certo!”.

O presidente ainda usou as redes sociais para ironizar a imprensa que lembrou a declaração de Bolsonaro que classificava o indicado como “amigo pessoal”.

PUBLICIDADE