Publicado em 05/01/2017 às 09h43.

Bobô quer Julho Amarelo para enfrentar a hepatite

"Antigamente se usava a mesma seringa para fazer antidoping. Eram seringas de vidro. O contágio virou um problema", contou o ex-craque do Bahia

Levi Vasconcelos

Depois do Outubro Rosa para ressaltar a importância do combate ao câncer de mama, e do Novembro Azul, a Assembleia da Bahia aprovou a criação do Julho Amarelo, para enfatizar os cuidados para evitar as hepatites virais. O autor do projeto é Bobô (PCdoB), ex-craque do Bahia.

— Antigamente se usava a mesma seringa para fazer antidoping. Eram seringas de vidro. O contágio virou um problema.

Bobô já levou um time de ex-jogadores para assistir o professor Raymundo Paraná, cientista de problemas do fígado, falar sobre o assunto.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é Jornalista político, Diretor de Jornalismo do Bahia.ba, e titular da Coluna Tempo Presente do Jornal A Tarde.