Publicado em 14/06/2019 às 14h06.

Bolsonaro: decisão de criminalizar homofobia foi ‘completamente equivocada’

Presidente ainda afirmou que empregadores pensarão “duas vezes” antes de contratar homossexuais

Redação
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

 

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de criminalizar a homofobia e a transfobia foi “completamente equivocada”, afirmou o presidente Jair Bolsonaro, durante café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto.

Bolsonaro afirmou ainda que a decisão da Corte prejudica homossexuais. Segundo o presidente, empregadores pensarão “duas vezes” antes de contratar homossexuais.

Por 8 votos 3, o Supremo decidiu na quinta-feira (13) que atos preconceituosos contra homossexuais e transexuais devem ser enquadrados no crime de racismo.

O Brasil se tornou o 43º país a criminalizar a homofobia, conforme o relatório “Homofobia Patrocinada pelo Estado”, elaborado pela Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais (Ilga). Com informações do G1.

PUBLICIDADE