Publicado em 11/01/2019 às 18h20.

Bolsonaro segue prática de Temer e proíbe celulares em reuniões

Antes de entrar no gabinete presidencial, o visitante deve deixar o aparelho em uma pequena caixa, segundo coluna

Redação
Foto: Instagram/ Jair Bolsonaro | Arquivo Pessoal
Foto: Instagram/ Jair Bolsonaro | Arquivo Pessoal

 

Quem se reúne com o presidente Jair Bolsonaro é obrigado a deixar o celular em uma pequena caixa antes de entrar no gabinete presidencial, informa a coluna Expresso, da Época. Esta prática já era adotada pelo ex-presidente Michel Temer.

Conforme a Istoé, o único autorizado a entrar em reuniões ministeriais com celular é o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente.

PUBLICIDADE