Publicado em 22/01/2019 às 21h00.

Brasil deve ser mantido no Acordo de Paris, diz presidente

Posição inicial de Bolsonaro, quando ainda estava em campanha, era de que o País deveria sair do acordo climático

Redação
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O Brasil deve ser mantido no Acordo do Clima de Paris, ao menos, “por ora”, de acordo com o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Ele deu a declaração na noite desta terça-feira (22), em Davos. A informação é do Valor.

A posição inicial do mandatário, quando ainda estava em campanha, era de que o País deveria sair do acordo climático. Ele era contra perder a ingerência de 136 milhões de hectares de terras da Amazônia. “Eu saio do Acordo de Paris se isso continuar sendo objeto. Se nossa parte for para entregar 136 milhões de hectares da Amazônia, estou fora sim”, declarou, à época.

Fontes ouvidas pelo Valor avaliam que a declaração desta terça-feira feita pelo presidente significa que o Brasil certamente vai cobrar dos países desenvolvidos que assumam concretamente sua responsabilidade no combate à mudança climática.

Pode significar ainda que os países desenvolvidos cumpram o compromisso de fornecer mais de US$ 100 bilhões para a transição nos países em desenvolvimento para uma economia menos carbonizada.