Publicado em 19/07/2018 às 18h55.

Chapa com Bolsonaro ‘Será para revolucionar o país’, diz Janaína

Filiada ao PSL, a advogada e uma das autoras do pedido de impeachment da presidente cassada Dilma Roussef, elogiou o companheiro de legenda e deixou futuro em aberto

Redação
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

 

Filiada ao PSL e apontada em especulações para compor a chapa do pré-candidato do presidenciável Jair Bolsonaro, a advogada Janaína Paschoal, uma das autoras do pedido de impeachment da presidente cassada Dilma Roussef, afirmou não ter recebido nenhum convite oficial para que fosse vice do colega de partido, mas mostrou otimismo com a possibilidade. “Se essa dupla acontecer, será para revolucionar o País”, afirmou.

Em entrevista a uma rádio paulista, Janaína disse não conhecer o deputado pessoalmente e ter conversado com ele apenas por telefone durante o processo de filiação ao PSL. Apesar disso, teceu elogios ao que ela chamou de “personalidade forte” do polêmico Bolsonaro e projetou uma boa parceria entre os dois.

“Se essa dupla não consegue mudar o Brasil, ninguém consegue, são duas pessoas de personalidade muito forte. Não conheço ninguém que ame mais o Brasil do que eu. Para o País, seria algo significativo”, disse.

De acordo com o líder da legenda, Major Olímpio (SP), a possibilidade existe, em caso da não formalização de alianças e a necessidade de uma “solução doméstica” dentro do partido, mas nenhum cenário foi definido ainda.

“É lógico que pode ser. É uma mulher inteligente, uma mulher combativa e um símbolo de mulher, que desmistificaria essa coisa de Jair Bolsonaro ser militar e machista”, avaliou.