Publicado em 08/06/2018 às 10h20.

Conselho de Ética: deputado desconvida assessor de Lúcio de depoimento

Colegiado investiga Lúcio Vieira Lima no caso dos R$ 51 milhões encontrados em bunker, no bairro da Graça, em Salvador

Matheus Morais
Foto: Sérgio Lima
Foto: Sérgio Lima

 

O deputado Marcos Rogério (DEM-RO) voltou atrás e retirou na quarta-feira (6) o pedido que havia feito anteriormente para que Job Ribeiro Brandão, considerado braço direito dos Vieira Lima, prestasse depoimento no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. O pedido foi feito na terça-feira (29).

O colegiado investiga Lúcio Vieira Lima (MDB) no caso dos R$ 51 milhões encontrados em um bunker, no bairro da Graça, em Salvador, atribuído a seu irmão, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, que está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Durante as investigações, a Polícia Federal encontrou as digitais de Job em notas de dinheiro que estavam em caixas e malas no apartamento.

Mais notícias