Publicado em 09/07/2019 às 19h00.

Coronel ataca Deltan no Senado e diz que ele ‘foi pego flagrantemente’

Senador participou de sabatina com os indicados para compor o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP)

Redação
Foto: Agência Senado
Foto: Agência Senado

 

O senador Angelo Coronel (PSD) usou os microfones da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado para atacar o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, nesta terça-feira (9).

Deltan teve um áudio divulgado pelo site The Intercept em que supostamente comemora a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de impedir o ex-presidente Lula de conceder uma entrevista.

Coronel acusou o procurador de “desvio de conduta” e afirmou que ele “foi pego flagrantemente por um site de renome internacional”.

“Eu acho que o Ministério Público, por ser um guardião das leis do nosso país… A partir do momento que um membro pratica uma falta funcional e que a própria Corregedoria arquiva uma investigação, a meu ver, eu acho que macula a imagem do CNMP e do próprio MPF”, falou.

“Vossas excelências estarão daqui a mais uns dias tomando posse [como conselheiros do CNMP]. Se cair na mão de vossas excelências [o caso do Deltan], qual seria a conduta, a maneira que os senhores iriam se posicionar, já que estão [estarão] fazendo parte de um órgão que é controlador?”, questionou Coronel.

A audiência na CCJ do Senado era com os três indicados para compor o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP): Fernanda Marinela de Sousa, Sandra Krieger Gonçalves e Silvio Roberto Oliveira de Amorim Júnior. Os três sabatinados não responderam.

PUBLICIDADE