Publicado em 14/01/2019 às 15h20.

Coronel rebate Neto sobre eleição à presidência do Senado: ‘Tem o candidato dele’

"Se acharem que meu plano é ideal, estou pronto para assumir. Mantenho (a candidatura), total. Nós vamos ganhar", acredita

Juliana Almirante / Matheus Morais
Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba
Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba

 

O senador eleito Angelo Coronel (PSD-BA) respondeu à declaração do prefeito ACM Neto (DEM) de que é “muito difícil” alguém como ele, que estará no primeiro mandato, chegar à presidência do Senado. Novato na Casa, o parlamentar baiano tentará se candidatar ao posto de comando da Câmara Alta.

“Ele tem o candidato dele, do partido dele”, declarou ao bahia.ba. O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), colega de partido de Neto, se movimenta e pode lançar candidatura à Casa.

“(Estou) correndo o mundo, conversando com colegas, mostrando quais são nosso planos para o Senado. Se acharem que meu plano é ideal, estou pronto para assumir. Mantenho (a candidatura), total. Nós vamos ganhar”, completou.

Coronel se reuniu com Renan Calheiros (MDB) na semana passada e com o senador da Paraíba José Maranhão (MDB) no final de semana.”(Renan) Ele me convidou, tivemos uma conversa civilizada, onde ele me falou que era pré-candidato. Eu também externei que era pré-candidato e desejei boa sorte a ele. Vamos tocar o barco”, prometeu.

Após uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedir que a candidatura de Renan Calheiros ao cargo seja barrada, Coronel ponderou que a saída do concorrente da disputa pode não necessariamente ajudar na tentativa de chegar ao posto.

“É difícil. Dentro do próprio partido, ainda tem a (senadora) Simone Tebet. Não sei como o MDB vai se portar com relação a outro nome”, afirmou.

O senador eleito afirmou ainda que vai dar uma pausa nessa semana na busca de apoios por conta da festa de Bonfim. “Essa semana é festa do Bonfim e vou orar. Na próxima semana, estarei em Brasília para tentar angariar mais votos”, prometeu.