Publicado em 14/09/2018 às 11h46.

Coronel, o que mais tem de andar, bateu na pedra

A crise na vesícula, a clássica pedra a ser extirpada, virou literalmente uma pedra no caminho de uma rota que já não é fácil

Levi Vasconcelos

Angelo Coronel (PSD), o parceiro de Jaques Wagner na chapa de Rui Costa, é o quarto entre os quatro postulantes às duas vagas no Senado, e corre atrás, ancorado na força da máquina de Rui, de tomar a vaga, segundo as pesquisas que têm Wagner na cabeça, Lázaro em segundo e Jutahy em terceiro.

A crise na vesícula, a clássica pedra a ser extirpada, virou literalmente uma pedra no caminho de uma rota que já não é fácil.

Coronel diz que nunca pensou ser presidente da Assembleia. De lá tenta se catapultar para o Senado. Emplacar seria a consagração de alguém do baixo clero que chegou lá.

Ele mesmo diz que está na hora de ver se vai para Brasília ou volta para Coração de Maria.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.