Publicado em 17/05/2018 às 16h39.

Corregedor da Câmara acompanhará investigação sobre imóvel de vereador

O presidente da CMS, Leo Prates, afirmou que é preciso aguardar resultado das investigações; apartamento foi alvo de operação de combate a pedofilia

Rodrigo Aguiar
Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. Haack/ bahia.ba
Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. Haack/ bahia.ba

 

O presidente da Câmara de Salvador, Leo Prates (DEM), informou que pediu ao vereador Edvaldo Brito (PSD), corregedor da Casa, que acompanhe as investigações relativas a um apartamento do vereador Toinho Carolino (Podemos), alvo de mandado de busca e apreensão durante operação de combate a pornografia infantil e pedofilia, deflagrada nesta quinta-feira (17).

Por meio de nota, Carolino declarou que não mora no imóvel, localizado no Imbuí, há mais de seis meses.

Em entrevista ao bahia.ba, o presidente da Câmara defendeu que é preciso aguardar o resultado das investigações e disse que o comportamento de Carolino, “até este presente momento, é exemplar”.