Publicado em 11/04/2017 às 18h00.

Ctrl+C Ctrl+V: Irmãos Moraes apresentam 13 projetos idênticos

O número equivale a pouco mais de um terço das 36 propostas protocoladas pela vereadora novata no Legislativo municipal

Rodrigo Aguiar
marcell marcelle moraes reproducao facebook
Foto: Reprodução / Facebook

 

A promessa feita pelo deputado estadual Marcell Moraes (PV) de que, se eleita, sua irmã Marcelle (PV) daria continuidade ao seu trabalho no Legislativo soteropolitano, tem se concretizado.

O bahia.ba conseguiu identificar pelo menos 13 projetos idênticos apresentados pelos irmãos na Assembleia Legislativa (AL-BA) e na Câmara de Salvador (CMS).

O número equivale a pouco mais de um terço das matérias protocoladas pela vereadora novata no Legislativo municipal. No total, conforme o site da própria Câmara, Marcelle apresentou até então 36 propostas – entre projetos de lei (21), de indicação (8), de resolução (1) e moções (6).

Em meio ao material, há de tudo, inclusive projeto copiado quase na íntegra de outras fontes pelos irmãos – como é o caso da proibição do confinamento de animais.

Outra proposta que tramita na Assembleia e na Câmara proíbe a realização de eventos de moda com roupas, sapatos ou acessórios feitos de peles de animais. O caso trata-se da repetição de um antigo projeto de Marcell, datado de 2013, quando ele ainda era vereador.

Desde o início de sua carreira política, o atual deputado classifica como um atributo positivo a grande quantidade de matérias apresentadas.

Confira abaixo a lista de projetos idênticos dos irmãos Moraes:

– Punição para empresas com códigos de vestimenta diferenciados entre homens e mulheres

– Proibição da criação de animais em sistema de confinamento

– Proibição do uso de copos plásticos descartáveis pelos órgãos e repartições públicas

– Proibição de prestação de serviço de vigilância de cães de guarda com fins lucrativos

– Proibição de eventos de moda com roupas, sapatos ou acessórios com pele de animais

– Permissão para hospedagem de tutores com seus animais em hotéis

– Proibição do trote universitário

– Proibição da entrega de animais capturados nas ruas para instituições e centros de pesquisa e ensino

– Punição a empresas que revendam veículos ou autopeças de origem criminosa

– Fornecimento gratuito, pelos motéis e estabelecimentos similares, de preservativos

– Liberação da entrada de animais em hospitais para visitação de pacientes internados

– Criação do cemitério público para animais

– Criação da Farmácia Veterinária Popular