Publicado em 14/01/2019 às 09h53.

Data de retorno da tropa baiana enviada ao Ceará não está definida, diz Rui

"A área da Segurança, fazendo interlocução com o Ceará, vai avaliar o dia da tropa retornar”, declarou o governador

Rodrigo Aguiar / Alexandre Santos
rui costa foto alexandre santos bahiaba
Foto: Alexandre Santos / bahia.ba

 

O governador Rui Costa (PT) ainda não sabe quando retornarão os 100 policiais militares enviados por ele ao Ceará para atuar no combate a uma onda de ataques criminosos.

Conforme decreto publicado no Diário Oficial, os profissionais baianos estariam à disposição do governo cearense até o próximo domingo (20). O prazo, no entanto, pode ser estendido.

“A área da Segurança, fazendo interlocução com o Ceará, vai avaliar o dia da tropa retornar”, declarou Rui, em entrevista nesta segunda-feira (14), durante visita a obras de infraestrutura urbana no Comércio.

Segundo o petista, além da Bahia, estados como Piauí, Paraíba e Rio Grande do Norte também enviaram forças policiais ao Ceará.

“É um novo conceito de ajuda mútua que a gente quer trabalhar para combater o crime”, afirmou o chefe do Executivo baiano.

Para o governador, a ação conjunta é uma demonstração de que “o Brasil não aceita ficar de joelhos para os bandidos”.

Sobre as alterações que vai fazer na sua equipe, Rui reafirmou que não haverá indicação partidária para a Secretaria de Educação, embora não estejam vetadas pessoas filiadas a partidos.

O governador disse ainda que já concluiu as conversas com todos os partidos e prometeu concluir a montagem da reforma esta semana.

“Entendo a estratégia de todo mundo de pedir bastante. Todo mundo pede mais do que o que tem. Cabe a mim harmonizar”, declarou.

PUBLICIDADE