Publicado em 15/04/2019 às 19h30.

Deputado quer restringir modalidade EAD em cursos na Saúde

Texto proíbe cursos com carga horária na modalidade de Ensino à Distância superior a 20% da totalidade da graduação

Redação
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ bahia.ba
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ bahia.ba

 

O deputado estadual Tiago Correia (PSDB) apresentou nesta segunda-feira (15) um projeto de lei para proibir o funcionamento de cursos de nível médio, técnico e superior na área de Saúde com carga horária na modalidade de Ensino à Distância (EAD) superior a 20% da totalidade da graduação.

“Não sou contra os cursos à distância, porém defendo que os cursos da área de Saúde não fiquem à mercê da tela de um computador, pois é possível que na prática isso venha colocar em risco a saúde de todos que necessitarem destes profissionais”, discursou o deputado.

Correia destacou que, em 2016, o Conselho Nacional de Saúde se manifestou contrário à autorização de qualquer curso de graduação na área de Saúde totalmente ministrado por EAD, por considerar o prejuízo que o método pode causar na formação profissional dos estudantes.