Publicado em 26/06/2019 às 15h47.

Desembargador nega pedido de Flávio Bolsonaro para suspender quebra de sigilos

Em abril, o magistrado já havia decidido manter a investigação contra Flávio sob a responsabilidade do Ministério Público fluminense

Redação
Foto: Tania Rego/ Agencia Brasil
Foto: Tania Rego/ Agencia Brasil

 

Investigado por suspeita de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, o senador Flávio Bolsonaro (PSL) teve negado pedido para suspender as quebras de seus sigilos bancário e fiscal, informa a Folha.

A decisão é do desembargador Antônio Amado, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

Em abril, o magistrado já havia decidido manter a investigação contra Flávio sob a responsabilidade do Ministério Público fluminense. Os dois habeas corpus ainda serão julgados pela 3ª Câmara Criminal da Corte.

Os sigilos do parlamentar foram quebrados por ordem do juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal. Além do senador, outras 85 pessoas e 9 empresas foram alvos da medida.

PUBLICIDADE