Publicado em 28/11/2017 às 18h56.

Dono da Cosbat diz que buscava dinheiro na casa da mãe de Geddel

Em depoimento à PF, o empresário Luiz Fernando Costa Filho disse que recebeu cerca de R$ 11,5 milhões entre 2011 e 2016 dos irmãos Vieira Lima

Redação
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

Em depoimento à Polícia Federal, o empresário Luiz Fernando Costa Filho, dono da Cosbat, disse que recebeu aproximadamente R$ 11,5 milhões entre 2011 e 2016 dos irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima como participação da dupla em negócios imobiliários, segundo a coluna Expresso, da Época.

Do valor, R$ 5 milhões foram entregues em espécie, conforme o relato do empresário.

Também em depoimento à PF, o ex-assessor parlamentar Job Ribeiro Brandão afirmou que os irmãos “colocavam dinheiro” em diversos empreendimentos, por meio da construtora Cosbat, onde “tinham uma participação”.

Os recursos, de acordo com Costa Filho, eram retirados na casa de Marluce Vieira Lima, mãe dos peemedebistas. “[Costa Filho] foi ao apartamento da Dona Marluce para retirar recursos em espécie e em cheques, ao que se recorda, mais de dez vezes, durante o período de 2011 ao início de 2016”, afirma trecho do depoimento.

De acordo com o empresário, o porcentual investido pelos Vieira Lima variava de 5% a 20% do valor previsto para cada empreendimento. Entre os empreendimentos da Cosbat, estão Riviera Ipiranga, Morro Ipiranga, Costa Espanha, Garibaldi Tower, Mansão Grazia e La Vue, condomínio na Barra famoso por culminar na derrubada do peemedebista do ministério do presidente Michel Temer.

PUBLICIDADE