Publicado em 09/11/2018 às 11h20.

Dr. Rey visita Bolsonaro e se oferece para chefiar ministério da Saúde

Cirurgião plástico conhecido por participações em programas de TV defendeu eventual fim do Sistema Único de Saúde (SUS): "Todo brasileiro terá seguro privado"

Luiz Felipe Fernandez
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

 

O cirurgião plástico e apresentador de TV, Dr.Rey chegou ao Brasil para fazer uma visita ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O “showman”, que acumula participações em programas e reality shows, se ofereceu para chefiar o ministério da Saúde e defendeu um eventual fim do Sistema Único de Saúde (SUS).

“O que acontece no SUS é um crime. Eventualmente eu quero fechar o sistema publico do SUS, todo brasileiro terá seguro privado. Não é loucura gente, é assim nos Estados Unidos”, justificou.

O médico foi interceptado pela imprensa em frente a casa do capitão reformado, na manhã desta sexta-feira (9), mas não foi recebido por ele. Segundo Dr.Rey, não houve nenhum convite ou promessa feita pelo presidente eleito, mas ele confia na relação de amizade, já que ambos estiveram no PSC na mesma época.

“Nós estávamos no mesmo partido, o PSC. Éramos amigos, somos amigos, eu só espero que talvez ele me cogite para ministro da Saúde”, disse Dr.Rey esperançoso. Em 2014, ele foi derrotado nas eleições quando concorreu à vaga de Deputado Federal. No ano passado, ele divulgou interesse em uma pré-campanha à Presidência, mas desistiu.

Formado em Harvard e com carreira construída nos Estados Unidos, o médico confia na sua formação para o cargo na pasta: “Eu fui treinado na Harvard, trago o sistema de primeiro mundo”.

Mais notícias