Publicado em 14/11/2017 às 17h40.

Ex-governador do MS é chefe de esquema de propina, aponta PF

André Puccinelli e o filho, André Puccinelli Júnior, foram detidos nesta terça-feira (14), em Campo Grande, durante a 5ª fase da Operação Lama Asfáltica

Redação

andre puccinelli foto fabio rodrigues pozzebom agencia brasil

 

O ex-governador do Mato Grosso do Sul André Puccinelli (PMDB) é o chefe de um esquema de propina existente há mais de uma década no estado, apontou a Polícia Federal, após análise de documentos com a Receita Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU).

O delegado Cléo Mazzotti informou que os recursos desviados totalizam R$ 235 milhões no período. Puccinelli e o filho, André Puccinelli Júnior, foram detidos nesta terça-feira (14), em Campo Grande, em casa, durante a 5ª fase da Lama Asfáltica, denominada Papiros de Lama.

“Ele [Puccinelli] tinha papel central, sendo o beneficiário e garantidor de todo o esquema. Ficou comprovado que ele mantinha estas operações, com empresas envolvidas na lavagem de dinheiro. A investigação nunca perdeu o foco e agora estamos na 5ª fase, tendo a delação premiada para incrementar todo o trabalho, tanto que parte deste material foi enviado para São Paulo, a ser utilizado em operações existentes lá envolvendo a empresa JBS”, declarou o delegado.

Conforme a PF, o pecuarista Ivanildo da Cunha Miranda admitiu ter operado o esquema entre 2006 e 2013, em acordo de delação premiada.