Publicado em 11/11/2018 às 07h50.

Em 16 anos como deputado, Onyx teve dois projetos aprovados

Ex-líder do DEM e articulador político do governo de Jair Bolsonaro (PSL) diz que número não representa seu trabalho na Câmara

Redação
Foto: Antônio Cruz/Ag. Brasil
Foto: Antônio Cruz/Ag. Brasil

 

Articulador político do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), o ex-deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) aprovou apenas dois projetos ao longo dos 16 anos como deputado. O antigo líder do DEM não conseguiu engatar nenhum de sua autoria, mas conseguiu a aprovação de dois como coautor.

Uma das propostas, assinada por outros oito deputados, determina que os repasses ao fundo partidário sejam proporcionais ao tamanho da legenda. O outro, que tem a assinatura inclusive da vice na chapa derrotada de Haddad (PT) nas eleições, Manuela D’Ávila (PCdoB), se refere à criação do “Vale Cultura”.

De acordo com levantamento do Estadão, foram ao todo 114 proposições, 107 projetos de lei e sete proposta de emendas parlamentares, apresentadas desde 2003, quando ingressou na Câmara.

Onyx defende que o número de projetos aprovados não deve ser o único critério para avaliar o seu trabalho. Ele diz ter sido peça-chave na obstrução da votação que pretendia renovar a CPMF e na aprovação da distribuição de royalties do pré-sal para municípios brasileiros também para saúde educação.