Publicado em 13/09/2018 às 17h19.

Fachin nega habeas corpus a Delúbio e mais dois condenados da Lava Jato

O empreiteiro Sérgio Cunha Mendes e o executivo Paulo Roberto Fernandes tiveram pedidos negados

Redação
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil

 

Relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin negou três pedidos de habeas corpus feitos pela defesa de condenados na operação.

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o empreiteiro Sérgio Cunha Mendes, da Mendes Júnior, permanecerão presos.

Detidos após condenação em segunda instância, eles queriam ter o direito de recorrer em liberdade, segundo informações do Globo.

Executivo de uma empresa com contrato com a Petrobras, Paulo Roberto Fernandes não foi autorizado a ir ao Canadá participar de uma conferência. Ele cumpre medidas alternativas e está proibido de deixar o país.