Publicado em 21/05/2019 às 19h00.

Freixo pede à PGR suspensão da liberação da venda de fuzis T4 a civis

Cidadãos poderão ter acesso à arma, cujo alcance festá dentro dos parâmetros estabelecidos no decreto assinado por Bolsonaro

Redação
Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

 

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) protocolou uma representação na Procuradoria Geral da República solicitando a suspensão da liberação da venda de fuzis T4 a civis.

Os cidadãos poderão ter acesso à arma, cujo alcance festá dentro dos parâmetros estabelecidos no decreto assinado por Jair Bolsonaro (PSL) para uso de civis.

A fabricante de armas Taurus informou em entrevista à TV Globo que o decreto que facilitou o acesso de civis a armamentos permite à população comprar um fuzil, o T4 semiautomático de calibre 5,56.

A Casa Civil, ligada ao Palácio do Planalto, disse que o decreto não enquadra o fuzil T4 como arma de uso permitido. Segundo o órgão, a arma “é de uso restrito e, por isso, o cidadão comum não consegue adquiri-la”. “A informação não procede”, declarou.

PUBLICIDADE