Publicado em 13/06/2019 às 08h51.

Jornalista do The Intercept se põe à disposição do PSL para esclarecer reportagem

Glenn Greenward, co-autor da matéria que revela diálogos de Moro e Dallagnol, disse que estava de "malas prontas" para Brasília, antes do partido retirar convite

Luiz Felipe Fernandez
Foto: Arquivo Pessoal/Facebook
Foto: Arquivo Pessoal/Facebook

 

O PSL, por meio de requerimento assinado pelo deputado federal Daniel Silveira (RJ), convidou o editor-executivo do The Intercept, Gleen Greenward, a prestar esclarecimentos sobre a matéria com vazamentos da conversa entre o ministro da Justiça Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol.  Após a oposição acatar o pedido, o partido do presidente da República decidiu então retirar o requerimento.

Daniel Silveira ficou conhecido por aparecer ao lado do deputado estadual Rodrigo Amorim, em 2018, no episódio em ele quebra a placa da rua com o nome da vereadora assassinada Marielle Franco.

No Twitter, o jornalista lamentou o “desconvite” do PSL, e afirmou que já estava de “malas prontas” para viajar à Brasília e dar explicações ao Congresso Nacional. Ele lembrou que já foi convidado em outro caso, como o de Edward Snowden, e que estava “feliz” com a “oportunidade” do “povo” poder ter conhecimento dos fatos.

Glenn então alfinetou e disse que, “infelizmente”, o partido devia estar “fingindo” sobre querer a sua presença no Congresso:

“Infelizmente o PSL, parece que estavam fingindo que queriam que eu fosse lá. Porque quando eles perceberam que a moção iria ser aprovada, de repente pensaram ‘não queremos que ele venha aqui’, e retiraram o convite que eu estava pronto a aceitar. Estava fazendo as minhas malas, pronto para ir à Brasília”.

O jornalista, co-fundador do “The Intercept Brasil”, indaga: “Porquê eles não querem ouvir mais sobre nossa reportagem? Querem me insultar, quem me chamar de bandido e inimigo do Brasil”.

O americano, vencedor do Prêmio Pulitzer e do Prêmio Esso de Reportagem, ainda reforçou que segue pronto para, a qualquer momento, viajar à Brasília e encarar os deputados “frente a frente” para “discutir sobre a reportagem”. “Espero que o PSL mude [de ideia] de novo”, finalizou.

Veja vídeo:

PUBLICIDADE