Publicado em 09/08/2017 às 21h03.

Juiz nega banho de sol solicitado por Geddel

Na decisão, consta que, para o requerimento ser atendido, a defesa do ex-ministro deve comprovar que o apartamento dele não possui espaço para a prática

Redação
Foto: André Dusek/ Estadão Conteúdo
Foto: André Dusek/ Estadão Conteúdo

 

O juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Criminal de Brasília, negou o pedido por “banho de sol” do ex-ministro Geddel Vieria Lima (PMDB-BA), que cumpre prisão domiciliar em Salvador.

Na decisão, ele afirma que a lei estabelece que o preso possui direito a pelo menos duas horas diárias de banho de sol, mas que para que o requerimento seja atendido a defesa de Geddel deve comprovar que o apartamento dele não possui espaço para as práticas.

Oliveira ainda cobrou, em caráter de urgência, uma tornozeleira eletrônica para o ex-ministro.