Publicado em 16/04/2018 às 13h09.

Manifestantes desocupam tríplex atribuído a Lula após negociação

Um boletim de ocorrência será registrado, já que houve danos ao Edifício Solaris durante o ato, informou a polícia

Redação

Os manifestantes que ocuparam nesta segunda-feira (16) o tríplex do Guarujá (SP) atribuído pela Lava Jato e pela Justiça ao ex-presidente Lula deixaram o local depois de 4 horas, após negociação com a Polícia Militar, informa o G1.

De acordo com a PM, os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo Sem Medo quebraram o portão do estacionamento e pularam as grades para entrar no Edifício Solaris.

“A Polícia Militar deu um prazo para sairmos, senão poderia ter ação de reintegração e prisão dos manifestantes”, afirmou o manifestante Josué Rocha.

Um boletim de ocorrência será registrado na delegacia da cidade, já que houve danos ao prédio durante o ato.