Publicado em 10/10/2018 às 17h11.

Marconi Perillo é preso por suspeita de receber propina da Odebrecht

Ex-governador de Goiás teria recebido R$ 12 milhões em propinas nas eleições de 2010 e 2014

Redação
Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil
Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

 

O ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), foi preso pela Polícia Federal nesta quarta-feira (10), enquanto prestava depoimento para operação que investiga pagamento de propinas em campanhas eleitorais.

De acordo com a defesa, o ex-governador “recebeu o decreto de prisão quando estava iniciando o seu depoimento […] e optou por manter o depoimento por ser o principal interessado no esclarecimento dos fatos”.

Perillo é considerado suspeito de receber R$ 12 milhões em propina de empreiteiras para os pleitos eleitorais em 2010 e 2014. O tucano é investigado no âmbito da Operação Cash Delivery, braço da Lava-Jato, que foi deflagrada após as delações da Odebrecht.

Mais notícias