Publicado em 20/01/2018 às 19h00.

Marinha pede ao governo volta de auxílio-moradia a militar

Levantamento feito pelo Ministério da Defesa aponta que a volta do benefício para as Forças Armadas custaria R$ 2,2 bilhões neste ano

Redação
Foto: Raphael Alves
Foto: Raphael Alves

 

O comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, quer que o governo volte a pagar o auxílio-moradia para militares, extinto em dezembro de 2000.

Na avaliação dele, a volta do benefício é “fundamental” por causa dos baixos vencimentos da corporação. “O topo da nossa carreira, depois de 45 anos de serviço, muitas vezes, não é nem o piso de outras […] Isso dá um incômodo e uma sensação de injustiça”, afirmou Leal Ferreira, em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo.

Levantamento feito pelo Ministério da Defesa aponta que a volta do auxílio-moradia para as Forças Armadas custaria R$ 2,2 bilhões neste ano.