Publicado em 15/04/2019 às 11h05.

Nelson Leal vai ao ataque contra empresas aéreas

Ele quer começar o enfrentamento com uma audiência pública, e garante que não vai ficar por aí

Levi Vasconcelos

Nelson Leal (PP), presidente da Assembleia da Bahia, vai aproveitar o encontro dos presidentes das assembleias dos estados nordestinos, que vai acontecer em Salvador 7 de junho, para concitar os colegas a comprar uma briga: gritar juntos contra o avanço das companhias aéreas no bolso dos passageiros.

Ele diz ter consciência plena de que a competência para legislar sobre o tema é federal, o que não impede os deputados estaduais de protestar e pressionar.

Ele lembra que que em 2017, quando a Agência Nacional de Aviação Civil, ANAC, permitiu a cobrança pelas bagagens despachadas, houve ampla divulgação dos supostos benefícios que essa novidade traria para os consumidores, inclusive a redução de tarifas e nos preços das passagens.

— Aconteceu o inverso. O reajuste médio chegou a 35%. A decisão das companhias aéreas de apertar a fiscalização, 15 dias após a tal campanha, imporá pagamento extra na hora dos embarques, estimado em média em R$ 110, cálculos sempre aumentados contra o consumidor.

Segundo Leal, além do prejuízo que a sociedade como um todo sofre, a Bahia em particular, e também o Nordeste, que têm no turismo uma das suas principais atividades, são penalizados numa atividade fundamental.

Ele quer começar o enfrentamento com uma audiência pública, e garante que não vai ficar por aí:

— O caso de justiça, para não dizer de polícia.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.

PUBLICIDADE