Publicado em 07/11/2017 às 10h13.

Operação Fraternos: PF cumpre mandado no Mundo Plaza

Edifício abriga sede do PSD da Bahia; funcionários do prédio e do partido garantem que escritório não foi visitado por agentes, mas não souberam precisar qual foi o destino

Evilasio Junior / Alexandre Galvão
Foto: Alexandre Galvão/ bahia.ba
Foto: Leitor/ bahia.ba

 

Agentes da Polícia Federal estiveram no Edifício Mundo Plaza, na Avenida Tancredo Neves, no bairro do Caminho das Árvores, em Salvador, na manhã desta terça-feira (7), e deixaram o complexo com diversas sacolas em mãos.

O cumprimento das ordens judiciais integra a Operação Fraternos (ver aqui, aqui e aqui), que tem como principais alvos a prefeita de Porto Seguro, Claudia Oliveira, o seu irmão e gestor de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos, e o seu marido e chefe do Executivo de Eunápolis, José Robério Oliveira.

O trio de parentes, todos integrantes do PSD, é acusado pela PF de desviar R$ 200 milhões de recursos públicos dos municípios do extremo sul baiano em uma espécie de “ciranda da propina”, em razão do rodízio que era feito entre as empresas envolvidas no esquema de corrupção.

Foto: Alexandre Galvão/ bahia.ba
Foto: Alexandre Galvão/ bahia.ba

 

A Torre Empresarial do prédio abriga, na sala 2014, a sede estadual do PSD, mas funcionários do arranha-céu e do partido, consultados pelo bahia.ba, garantiram que o escritório não foi visitado por agentes, embora não soubessem precisar qual foi o destino.

A PF confirmou ao site que cumpriu mandados de busca e apreensão no local. Informações obtidas pela reportagem in loco dão conta de que o endereço procurado pela corporação foi a repartição de “um advogado ou parente” de Robério.

Os agentes deixaram o prédio antes das 9h30, sem falar com a imprensa. Não se sabe o que foi apreendido no local.

O presidente estadual da legenda, senador Otto Alencar, embarcou para Brasília no início da manhã e, antes de viajar, disse ao bahia.ba desconhecer a operação.